Header AD

i

"Aquarius" conheça o longa Brasileiro seus prêmios e suas polêmicas


O drama nacional "Aquarius", estrelado por Sonia Braga e Irandhir Santos, vem sendo altamente elogiado em todos os festivais onde foi apresentado e apontado por muitos como um dos favoritos para representar o Brasil no Oscar 2017.


Cena de“Aquarius”(Foto divulgação Vitrine Filmes)                   
Com um orçamento de aproximadamente R$ 3 milhões, “Aquarius” é escrito e dirigido pelo estrante em longas, Kleber Mendonça Filho("O Som ao Redor"2012), e  apresenta a história de Clara de 65 anos, uma jornalista aposentada interpretada por Sônia Braga(Dona Flor e Seus Dois Maridos 1976). Clara mora sozinha rodeada por uma numerosa coleção de vinis de frente para o mar no Aquarius, último prédio de estilo antigo da Av. Boa Viagem, Recife. A construção é antiga e resiste ao redor de enormes e modernos prédios projetados por construtoras milionárias.

Uma empresa, na figura de Diego, vivido pelo ator Humberto Carrão(Novela "Geração Brasil"),  procura Clara, interessado em comprar seu apartamento. todos os demais imóveis foram adquiridos previamente, na intenção de construir um novo empreendimento no local. Dona do seu passado, presente e futuro, Clara irá encontrar nesse conflito uma energia nova e incomum na sua vida.

A música é um elemento bastante representativo no filme e vai de Queen a Reginaldo Rossi, passando por clássicas da MPB e do antigo rock nacional, nas vozes da Maria Bethânia e Roberto Carlos, na época da Jovem Guarda.

 Maeve Jinkings, Sonia Braga, Carla Ribas, Kleber Mendonça Filho e Humberto Carrão protestam contra o impeachment da presidente Dilma no Festival de Cannes (Foto: REUTERS/Jean-Paul Pelissier)
O drama foi exibido no Festival de Cannes deste ano, mas por conta do protesto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff o longa levantou polêmica por conta de alguns dos cartazes que o cineasta e sua equipe seguravam no tapete vermelho, antes de voltar a se manifestar ao grito “Fora!” na sala do Grande Teatro Lumiere, minutos antes da projeção.


Os contornos políticos são tão explicitos e tomou mais vulto após Kleber Mendonça Filho acusar o governo de persegui-lo com classificação etária de “Aquarius” para maiores 18 anos. O diretor declarou: “Se, em 2016, um pênis ereto, filmado à distância, é motivo para ser 18 anos, eu entrego os pontos”.  A Vitrine Filmes responsável pela distribuição do longa, entrou com recurso mas o mesmo foi negado pelo Ministério da Justiça. Quando “Aquarius” saiu sem nenhum premio do festival francês, o jornalista Marcos Petrucelli aproveitou e completou: “Então foi assim: filme feito com dinheiro público vai a Cannes representar o Brasil e não leva prêmio algum. Ou seja, a mentira sobre o suposto golpe no País por meio de frases em papel A4 no tapete vermelho não adiantou muito além de expor o Brasil ao ridículo.”  

Vale destacar que o crítico e jornalista Marcos Petrucelli foi convidado participar da comissão que definirá o candidato brasileiro a uma vaga na categoria de Melhor Filme Estrangeiro do Oscar 2017, ou seja, pode ser que um dos filmes que mais teria chance de trazer a primeira estatueta para o Brasil nem chegue a ser indicado por questões politicas. O que seria uma grande injustiça. Mas os diretores Anna Muylaert, do filme "Mãe só há uma" e Gabriel Mascaro, do longa "Boi neon" saíram em defesa de Kleber Mendonça Filho e não escreveram seus longas para participar da seleção que define o indicado do Brasil ao Oscar de 2017. " A gente não vai participar porque acha que o ano é do Aquarius, então não tem por quê. É o mais cotado, pelo seu histórico em Cannes. Creio que Kleber esteja sofrendo perseguições sutis. Colocam na comissão alguém que o odeia e diz isso em público, então é algo aparentemente tendencioso. E agora vem essa indicação de 18 anos. São pequenas retaliações" Declarou Anna Muylaert referindo-se à decisão do Ministério da Justiça de classificar Aquarius para maiores, por conta de cenas "sexo explícito e drogas".



Politicagem à parte “Aquarius” segue sendo elogiado e batendo recordes . Na amostra internacional do Transatlantyk Festival que aconteceu em Lodz na Polonia, o longa conquistou o prêmio de Melhor Filme. E por unanimidade venceu a categoria Melhor Filme do 63º Sydney Film Festival, na Austrália.  Já na pré estreia no Cinema São Luiz, no Recife, o filme levou mais de 1000 pessoas a sessão e foi ovacionado ao final. Na abertura dos cinemas Reserva Cultural em Niterói, e contou com a presença de Rodrigo Santoro, Walter Carvalho, os irmãos Chico e Enrique Diaz, Bruna Linzmeyer, além do diretor Kleber Mendonça Filho e do elenco do filme, Sonia Braga, Humberto Carrão, Maeve Jinkings e Irandhir Santos.



E vale lembrar que a atriz Sonia Braga ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Lima, no Peru. O júri presidido pelo cineasta Ciro Guerra (diretor de O Abraço da Serpente) também deu o Prêmio Especial para "Aquarius", que foi o único filme a receber dois troféus na premiação.

Sônia Braga na 44° Festival de Gramado (Foto: Edison Vara/Pressphoto)
 E Nesse ultima sexta (26), Sônia também foi homenageada com o Trofeu Oscarito  na 44ª edição do Festival de Gramado durante exibição de "Aquarius"escolhido como hours-concours (exibição fora da competição oficial).

“Aquarius” tem estreia prevista para dia 1 de setembro.
O que você espera desse filme? Comente e dê sua Nota... Ajude o www.setimaart.com e os outros internautas!
"Aquarius" conheça o longa Brasileiro seus prêmios e suas polêmicas "Aquarius" conheça o longa Brasileiro seus prêmios e suas polêmicas Reviewed by Sétima Art on 09:20:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do Site, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor do www.setimaart.com reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.


>

Ads Top